Nota de Repúdio ao Manifesto dos Torturadores

Consulta Popular

 

Nota Pública

 

CALEMOS JÁ A VOZ DA SEDIÇÃO!

 

Vozes de morte soaram com o tom dos torturadores e assassinos acovardados. 
Pretendendo falar em nome do Clube Militar, indivíduos sujeitos a investigação por crimes permanentes e seus apoiadores atreveram-se a ameaçar um golpe às instituições, afirmando a disposição de iniciar agora a dar-lhe fim; e a desacatar a autoridade do Ministro da Defesa, negando-lhe a autoridade e a legitimidade. 
Articulados em torno de uma resposta à aprovação da Comissão Nacional da Verdade e temerosos da Justiça, começando por atacar as ministras da Secretaria de Direitos Humanos e da Secretaria de Políticas para as Mulheres por declarações legítimas e prontamente respaldadas pelo Ministro da Defesa e pela Presidenta Dilma, tais indivíduos deixam cair a máscara do medo que têm da Justiça, a começar pelo torturador-símbolo da nefasta ditadura, Carlos Alberto Brilhante Ustra.
Diante disso, não temos dúvidas dos reais interesses criminosos desses setores. E declaramos publicamente o apoio às posições do Ministro da Defesa, Celso Amorim, e da Presidenta Dilma Roussef, no enfrentamento que fazem àqueles que conspurcaram a farda no passado e querem agora espalhar sobre todas as Forças Armadas a lama, o sangue e o pus que carregam nos seus próprios prontuários.

Todo apoio à Presidenta Dilma Roussef na punição dos sediciosos violadores da disciplina militar.

 

Todo apoio à Comissão Nacional da Verdade!
Pela Memória, Verdade e Justiça!

 

 

 

 

Direção Nacional

Consulta Popular