CÍRCULOS DE LEITURA “FLORESTAN FERNANDES”

Público: 

Militância em geral

Objetivo: 

Estudo dierecionado para os núcleos

“Os agentes históricos, ao conquistarem a sua auto-emancipação coletiva, escolherão os rumos e a forma da nova sociedade.”

                          Florestan Fernandes

 

Educação para Paulo Freire é uma conduta, um compromisso, uma postura. É um ato político. Portanto não é neutra. O nosso trabalho formativo é voltado para a transformação da realidade. A manutenção da realidade tal como está, serve aos dominadores. Nós queremos transformá-la, de maneira que todas as pessoas tenham vida digna e possam ser felizes.

Para os dominadores, o povo é analfabeto, ignorante, bárbaro e a educação viria então para domá-lo. Esta é a idéia, a cultura política que invadiu a cultura pedagógica e adentrou as escolas.

Nosso trabalho formativo não será para domar o povo, ao contrário. Será para que ele entenda que a violência, a miséria e a infelicidade no meio em que vive, não é uma fatalidade. Elas têm uma causa e é esta causa que precisa ser descoberta, compreendida e combatida.

              A formação prepara, elabora e assimila a teoria da transformação revolucionária. A teoria que nos ajuda a lutar para transformar o que parece impossível em possível. Para tanto, necessita ser preparada e implementada de forma dialética, articulando os diferentes saberes e níveis de compreensão, com princípios, valores e experiências que colaboram na construção do projeto político com objetivos estratégicos.

              Isso significa que a formação deve articular a experiência pessoal com a experiência da classe trabalhadora – a história da luta de classes com a história universal. Neste sentido, o aprendizado é permanente e coletivo. A parte deve estar relacionada ao todo, o cotidiano articulado com os grandes horizontes.

A formação é para nós, então, um processo de produção do conhecimento em que educadores e educandosdesmontam a realidade e propõe uma montagem no interesse popular. Os participantes de uma atividade formativa na Consulta Popular, embora com papéis diferenciados (específicos), se respeitam e dialogam como partes integrantes neste processo de aprender e ensinar. A consciência do educador que sabe que não é dono da verdade produz uma postura de diálogo num exercício contínuo de superação da arrogância professoral.

Isto exige um esforço: é preciso organizar o pensamento; disciplinar o corpo e a mente; criar espaços (tempo e local) que facilitem a concentração; buscar materiais alternativos para estudar; conversar com pessoas que possam orientar o estudo (o que ler, onde buscar os subsídios); utilizar instrumentos que provoquem e ajudem a recolher a contribuição dos grupos com os quais estamos trabalhando (dinâmicas, desenhos, teatros, casos).

              Núcleo, além de selecionar os integrantes que participarão dos cursos nacionais e regionais, como o “Curso Realidade Brasileira”, também se converte num grupo de estudos, reservando sempre uma data para discussões e debates.

              Florestan Fernandes selecionou um conjunto de textos que considerava fundamental para a formação doLutador do Povo. Para estudá-los nossa proposta é a criação dos Círculos de Leitura.

              Alguns destes textos são de leitura mais difícil, outros de leitura mais acessível. Estes podem ser lidos individualmente com proveito. Os primeiros, contudo, deveriam ser lidos em conjunto, que é um excelente método de aprendizado. Os capítulos do livro são divididos entre os membros do Núcleo para que relatem a matéria noCírculo de Leitura. Sempre surgem dúvidas. É importante anotá-las e retomar o debate em torno delas.

 

Círculo de Leituras Florestan Fernandes (roteiro básico de estudo coletivo para os militantes da Consulta)

 

Roteiro avaliado pelo coletivo como central para estudo em todos os núcleos. Para cada texto o coletivo fará uma breve resenha (destacando o contexto da obra, principais idéias e polêmicas, questões para a atualidade, sugestões de textos complementares e outros).

As outras obras sugeridas foram avaliadas como importantes mas não centrais, tanto pela maior amplitude de textos dessa natureza que dispomos hoje, quanto pela dificuldade em conseguir os textos do V grupo.

 

  • I.             Primeiro grupo de leituras:

 

  1. O que é revolução (Florestan Fernandes) – (Expressão Popular - EP)
  2. Manifesto do Partido Comunista (Marx e Engels) – Expressão Popular (EP)
  3. Mensagem do Comitê Central à Liga dos Comunistas (Marx e Engels) –  (EP)
  4. Do socialismo utópico ao socialismo científico (Engels) – Página da Consulta

 

 

  • II.             Revoluções no século XIX:

 

  1. As lutas de classes na França de 1848 a 1850 (Marx) – (EP)
  2. O 18 Brumário de Luiz Bonaparte (Marx) – (EP)
  3. A guerra civil na França (Marx) – (EP)
  4. As guerras camponesas na Alemanha (Engels) – (EP)

 

 

  • III.          Crítica marxista:

 

  1. Reforma ou revolução? (Rosa Luxemburg) – (EP)
  2. O caminho do poder (Karl Kautski)
  3. Que fazer? (Lenin) – (EP – no prelo)
  4. A revolução proletária e o renegado Kautski (Lenin) – Página da Consulta
  5. Esquerdismo, doença infantil do comunismo (Lenin) – Página da Consulta
  6. O que todo revolucionário deve saber sobre a repressão (Victor Serge) – (EP)

 

 

  • IV.            América Latina e Brasil

 

  1. Textos sobre o pensamento latino – (EP)
  2. Socialismo ( Fernando Martinez heredia)
  3. O que é Revolução (Florestan fernbandes

 

 

  • V.         O grande debate sobre a atualidade (OPCIONAL)

 

  1. Estratégia operária e neocapitalismo (André Gorz)
  2. O marxismo e o Estado (Norberto Bobbio)
  3. Eurocomunismo e Estado (Santiago Carrillo)
  4. Sobre la dictadura del proletariado (Étienne Balibar)
  5. Crítica ao eurocomunismo (Ernest Mandel)

 

Esse é o roteiro de estudos de cada núcleo, não impedindo que sejam adicionados novos materiais, textos de apoios, temas complementares, vídeos, etc.

 

Boa leitura e debates a todos(as).

Roteiro de leituras: 
O que é Revolução
Roteiro de leituras: 
Manifesto do Partido Comunista
Roteiro de leituras: 
Mensagem ao Comitê Central
Roteiro de leituras: 
As Lutas de Classe na França
Roteiro de leituras: 
O 18 Brumário de Luis Bonaparte
Roteiro de leituras: 
A guerra Civil na França
Roteiro de leituras: 
Reforma ou Revolução
Roteiro de leituras: 
Que Fazer?
Roteiro de leituras: 
O que é Revolução
Roteiro de leituras: 
SOCIALISMO