Mulheres

NOTA DA MARCHA MUNDIAL DAS MULHERES SOBRE O JULGAMENTO DO ESTUPRO COLETIVO PRATICADO POR INTEGRANTES DA BANDA NEW HIT

 

 

 

 

No dia 26 de agosto de 2012, na cidade de Ruy Barbosa na Bahia, duas adolescentes foram estupradas por 9 homens integrantes da Banda New Hit, dentro do ônibus do grupo.

Mulheres fazem do dia 25 uma semana de debate e luta contra a violência

Mulheres fazem do dia 25 uma semana de debate e luta contra a violência

O 25 de novembro foi marcado por uma semana de atividades no Pará. A programação realizada de 21 a 25 de novembro teve como objetivo dar visibilidade ao dia como referência de luta e mobilização social, provocar as mulheres para a auto-organização e para o enfrentamento à violência.

Aqui, Somos todas Apodi!

 

Dia 10 de dezembro, nas 24 horas de ação feminista pelo mundo organizadas pela Marcha Mundial das Mulheres , milhares de mulheres estiveram nas ruas de 33 países. No Brasil, o dia foi marcado pela luta, resistência e solidariedade às mulheres da chapada do Apodi, no Rio Grande do Norte.

Mulher no Mercado de Trabalho Urbano

24 horas de solidariedade feminista pelo mundo.

 

Hoje, 10 de dezembro, a Marcha Mundial das Mulheres realizará ações em todo o mundo, entre as 12h e as 13 horas. Da Nova Caledônia até Seattle, vamos nos mobilizar durante 24 horas para lançar um grito de alerta sobre os ataques aos direitos das mulheres, e para dar visibilidade para nossas ações de resistência e nossas alternativas. Aqui, a declaração internacional da MMM.

 

Frente Nacional pelo fim da criminalização das Mulheres e pela legalização do aborto

Nota pública: Semana de mobilização mundial - 28 de setembro de 2012.

Aborto, Desejo e Autodeterminação Feminina por Eleonora Rangel Nacif

A comissão de juristas, instituída pelo Senado Federal para elaboração de anteprojeto do novo Código Penal, criou a possibilidade de ampliação das hipóteses autorizadoras do aborto legal. Entre as propostas de mudanças nos artigos que tratam do aborto, o texto traz a possibilidade de interrupção da gravidez “por vontade da gestante até a 12.ª semana da gestação, quando o médico constatar que a mulher não apresenta condições psicológicas de arcar com a maternidade” (art. 128, IV). No caput do novo art.

Dia internacional de Luta das Mulheres reúne campo e cidade em manifestação

Mais de duas mil pessoas se reuniram nesta quinta-feira (08) para a Marcha das Mulheres do Campo e da Cidade: Por Justiça Social e Ambiental. A manifestação teve início às 9h, na Praça Santos Andrade e encerrou por volta das 12h, na Boca Maldita. O ato integrou as articulações nacionais da Jornada de Lutas das Mulheres do Campo 2012, promovida pelas mulheres da Via Campesina, e agregou cerca de 20 organizações do Paraná, entre movimentos sociais, sindicatos e entidades estudantis.

Fonte: 

Reportagem e fotos de Camila Pinheiro Hoshino, integrante do coletivo de comunicação da Marcha do 8 de Março

alexandre boing

I ENCONTRO DAS MULHERES DO CAMPO E DA CIDADE

Com 100 mulheres iniciou ontem no ginásio da Universidade Federal Rural da Amazônia - UFRA, Belém - Pará, o I Encontro das Mulheres do Campo e da Cidade. O encontro traz a chamada " Nossa Luta é Todo Dia. Somos Mulheres e não Mercadoria" que ocorrerá até o dia 08 de março.

Durante o encontro será debatido a história de luta das mulheres, desafios histórios, bandeiras de luta, auto-organização das mulheres e realizado o lançamento da Campanha contra o Uso dos Agrotóxicos.

Mulheres capixabas denunciam violência no dia 8 de março

Data: 
Seg, 05/03/2012 (Todo dia) - Sex, 09/03/2012 (Todo dia)

Localização

Espírito Santo Vitória, ES
Phone: Úrsula Rola: 9939177

Ato político e atividades culturais marcam dia de luta no Espírito Santo No Dia Internacional da Mulher, 8 de março, várias organizações e movimentos sociais saem às ruas para denunciar as violências cotidianas sofridas pelas mulheres. Além das agressões físicas, as mulheres são violentadas pelo sistema econômico capitalista que impõe a dupla jornada de trabalho, desigualdades salariais, a mercantilização do corpo da mulher e, no campo, um modelo de agricultura que não prioriza a soberania alimentar.