Apenas 26% da população brasileira é plenamente alfabetizada

Estudo revela ainda que a inclusão no sistema de ensino não significa ganhos reais de aprendizagem.

Apenas 26% da população brasileira pode ser considerada plenamente alfabetizada. Os resultados da pesquisa do Indicador do Alfabetismo Funcional (Inaf) 2011-2012 ainda apontam que 47% dos brasileiros apresentam um nível de alfabetização básico. Ou seja, conseguem ler e compreender textos de tamanho médio e resolvem operações matemáticas simples.

BaixarOs analfabetos funcionais representam 27% da população. Assim são classificadas as pessoas que sabem escrever frases simples e efetuar cálculos básicos, mas não conseguem interpretar o que lêem. A pesquisa foi realizada entre 2 mil pessoas, residentes em zonas urbanas e rurais de todas as regiões do país, com idade entre 15 a 64 anos. O levantamento feito pelo Instituto Paulo Montenegro e a organização não governamental Ação Educativa.

Há, também, uma relação entre o nível de alfabetização e a renda das famílias. Na população com renda familiar acima de cinco salários mínimos por mês, 52% são considerados plenamente alfabetizados. Já as famílias que recebem até um salário mínimo, apenas 8% chegam ao nível pleno de alfabetização.

Ainda de acordo com o estudo, apesar do nível médio de escolaridade dos brasileiros ter aumentado em relação às pesquisas anteriores, a inclusão no sistema de ensino não resultou nos ganhos de aprendizagem esperados. Entre as pessoas com ensino médio completo, apenas 35% podem ser consideradas plenamente alfabetizadas. Além disso, 38% dos que concluíram nível superior possuem leitura e escrita insuficiente.

As informações são da Agência Brasil.

De São Paulo, da Radioagência NP, Daniele Silveira.

19/07/12

Mais sobre o assunto

Câmara “ouve” movimentos sociais e aprova 10% do PIB para a educaçãoInvestimento mínimo na educação não é feito por dois estados e 52 municípiosProfessores grevistas pedem novo modelo de educação para São Paulo