Consepe suspende calendário acadêmico da UFPB

O Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFPB (Consepe) decidiu nesta quinta-feira (23/8) suspender o calendário acadêmico da universidade. Na prática, a medida paralisa as atividades dos programas de pós-graduação e do Ensino a Distância (EaD) que continuavam funcionando apesar da greve dos professores, que completa 100 dias nesta sexta-feira. Prazos internos de relatórios, da pesquisa e da extensão ficam suspensos. Cerca de 6 mil alunos de especialização, mestrado e doutorado serão afetados. O número de estudantes do EaD não foi informado.

 

Para explicar os efeitos dessa medida, o Comando Local de Greve da UFPB concedeu na tarde desta quinta-feira uma entrevista coletiva de imprensa na sede da ADUFPB. A suspensão do calendário atende a proposta deliberada na assembleia dos professores da sexta-feira passada (17) e não é retroativa. Ou seja, o que foi feito até a data desta quinta-feira está mantido. Também não se trata de cancelamento de período. Todas as aulas e atividades realizadas antes da greve continuam valendo.

 

De acordo com o coordenador de Comunicação do Comando Local de Greve dos docentes, Marcelo Sitcovsky, o objetivo principal da suspensão do calendário é salvaguardar alunos e professores, garantindo que a reposição de aulas seja feita de acordo com os princípios da uniformidade e da qualidade.

 

Protesto

Nesta sexta-feira, será realizado um ato público dos estudantes no Centro da Capital. A concentração será às 16h, na Praça João Pessoa (Praça dos Três Poderes). De lá, às 17h, os manifestantes sairão em passeata pelas ruas do centro.