Levante Popular da Juventude decora a cidade de Aracaju com faixas e cartazes em repúdio aos 50 anos Golpe Civil-Militar

Nesta terça-feira (01), dia em que o Golpe Civil-Militar completa 50 anos, o movimento Levante Popular da Juventude promoveu ato de repúdio a todos os abusos e violências sofridos pelos militantes que lutaram contra as arbitrariedades impostas pelo regime de exceção que vigorou no Brasil até 1985.

Decorando a cidade de Aracaju com faixas e cartazes com as seguintes frases: “Levante pela verdade! Ditadura nunca mais”; “Ditadura Militar. Jamais esqueceremos, jamais perdoaremos!” os jovens do Levante posicionaram-se firmemente contra os “anos de Chumbo”, além de denunciar os resquícios autoritários do período que permanecem até os dias atuais, como foi o assassinato do jovem David Felipe pela PM no bairro Parques dos Faróis. Completam-se assim as mensagens espalhadas pela cidade: “Chega de Extermínio de Jovens nas Periferias”; “Não queremos a polícia da Ditadura” e “David Felipe vive!”.

A decoração foi realizada em diversos locais da cidade como terminais de ônibus, viadutos, passarelas e pontes buscando resgatar a memória do povo brasileiro e provocar uma reflexão na sociedade sergipana.

A Ditadura Militar em nosso país foi responsável por exterminar uma geração de jovens que ousaram sonhar com a construção de um país justo e soberano. Além disso, a Ditadura consolidou um projeto de desenvolvimento conservador baseado na exclusão do povo brasileiro, em detrimento dos interesses de uma pequena elite, sem projeto de nação, subordinada aos interesses estrangeiros.