Mais um escracho/esculacho pela memória, verdade e justiça

http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2012/06/manifestacao-termina-na-zona-sul-do-rio-e-ruas-sao-liberadas.html 







 

 

Hoje, dia 19/06/12, durante a Cúpula dos povos, centenas de Jovens e adultos de organizações estudantis, movimentos da cidade e da Via Campesina, partidos, grupos, convocados pela ARTICULAÇÃO NACIONAL PELA MEMÓRIA, VERDADE E JUSTIÇA,  realizam mais um esculacho/escracho em frente à Casa de mais um  TORTURADOR da DITADURA MILITAR.


A concentração se iniciou ás 8h00 Da Manhã na Av. Pausteur, 436, na URCA. (Praça naFrente da UNIRIO) e seguiu para a casa do torturador escrachado, DULENE ALEIXO GARCEZ DOS REIS. Dulene foi capitãoda Infantaria do Exército em 1970 e no ano seguinte serviu no BIB de Barra Mansa. No dia17 de janeiro de 1970, Dulene participou da tortura ao jornalista e secretário-geral doPartido Comunista Brasileiro Revolucionário (PCBR), Mario Alves. Ele foi morto dentro do1º Batalhão de Polícia do Exército, na Tijuca, endereço onde funciona o terrível DOI-CODI.A revista Carta Capital, de março de 2008, escreve que Mário Alves foi submetido a umasessão de torturas que terminou com seu empalamento, feito por um cassetete de madeiracom estrias de ferro, o que causou hemorragia interna, perfuração dos intestinos e morte dojornalista. Hoje, Dulene vive num confortável apartamento na região nobre de Botafogo naZonal Sul do Rio de Janeiro.

 

A Mensagem deixada é esta: Esse é apenas mais um. Vamos continuar denunciando os torturadores e lutando pelaJustiça até que sejam todos eles julgados. Não temeremos isso, pois quem deve ter medo daverdade são os assassinos dos nossos heróis, assassinos da nossa história.


PELA MEMÓRIA, VERDADE E JUSTIÇAPorta-vozes:
Carol:             (21) 94965606      
PH:             (85) 94013791