Nota Nota de Repúdio O Movimento de Mulheres Camponesas

 

O Movimento de Mulheres Camponesas, no dia Internacional dos Direitos Humanos, vem a público manifestar sua indignação e repúdio ao Deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), por suas palavras proferidas durante seu discurso a Deputada Maria do Rosário (PT-RS), o mesmo, disse a ela que não a estupraria porque ela não merece, “Fica aí, Mária do Rosário. Há poucos dias tu me chamou de estuprador no salão verde e eu falei que não iria estuprar você porque você não merece. Fica aqui para ouvir”, disse Bolsonaro.

Ao proferir tais palavras, o deputado deixa claro sua posição machista e patriarcal em relação as mulheres, é inadmissível em nenhum ser humano, muito menos que um “representante do povo”, tenha tais atitudes e comportamentos. Pedimos medidas severas de cassação e punição, pois entendemos que esse é um ato de violência que atinge todas as mulheres, infringindo os direitos humanos. Nossa posição é que o mesmo deve ter punição legal e o mandato cassado por decoro parlamentar.

Queremos nos solidarizar a Deputada Maria do Rosário, pelo insulto e violência sofrida, logo após ter feito um discurso exigindo punição aos militares que cometeram crimes durante a Ditadura Militar. Fazemos nossas as palavras da Deputada Jandira Feghali “queremos convocar mulheres do Brasil a repudiarem mais este triste capítulo na história do Parlamento”.



Na Sociedade Que a Gente Quer! Basta de Violência Contra as Mulheres!



 

Movimento de Mulheres Camponesas.