Nota Pública: Posicionamento da Consulta Popular-PE sobre as eleições 2018

 

A Consulta Popular é uma organização política que busca contribuir na construção de um Projeto Popular para o Brasil. Este projeto é a força social organizada do povo brasileiro, lutando para executar seu programa político de mudanças estruturais na sociedade.Ainda que não seja o único momento da luta política e ideológica, acreditamos que o período eleitoral é importante para a reafirmação do Projeto Popular.Diante do golpe em curso no país, urge a necessidade de retomarmos um processo democraticamente legítimo no Brasil, uma vez que a retirada da presidenta Dilma Rousself da presidência, sem que a mesma tenha cometido nenhum crime fiscal ou de improbidade administrativa, desrespeitou o pacto democrático conquistado pelo povo com a Constituinte de 1988.

Em decorrência deste fato, o Brasil hoje vive sob o julgo de um governo ilegítimo, que é o mais rejeitado da história do país. Este governo encabeçado pelo MDB e sustentado por partidos de Direita (PSDB, DEM, PP e outros), tem imposto medidas a nação que são extremamente prejudiciais para os trabalhadores e as trabalhadoras, bem como para as gerações futuras. Como exemplo, podemos citar a venda de nossos recursos naturais, a tentativa de venda das empresas estatais como a Chesf, Eletrobrás, Bancos Públicos, a PEC do Teto dos Gastos que congela os investimentos em Saúde e Educação por vinte anos e a Reforma Trabalhista que retira direitos garantidos pela CLT.

Ainda como parte do golpe, assistimos a prisão sem provas do ex-presidente Lula, como parte da perseguição feita ao PT e a toda esquerda. Lula figura como principal escolha da maioria dos brasileiros para governar o país pelos próximos quatro anos, mas a sua prisão teve como objetivo impedir que o mesmo concorra às eleições presidenciais.Por estes motivos a Consulta Popular entende a necessidade de eleger a chapa Haddad (PT) e Manuela Dávilla (PCdoB) para presidente da República e vice, bem como deputados federais e estaduais comprometidos com a luta contra o golpe, contra as reformas neoliberais, com a construção da Frente Brasil Popular e de um projeto político que respondam as demandas do povo brasileiro.

A Consulta Popular em Pernambuco construiu nos últimos meses relações que nos possibilitaram já estar presente no dia-a-dia das campanhas e na disputa da sociedade. Dado o conjunto de forças e alianças dispostas para as eleições de 2018, nossa grande tarefa é contribuir para a derrota política da candidatura da direita, representada por Armando Monteiro Neto, do PTB. Acreditamos que Armando, não só pelo que ele representa, mas principalmente pelo conjunto de forças que o sustentam, como o PSDB, Democratas e outros partidos da base de sustentação de Temer, representa hoje o atraso nas eleições de Pernambuco.

Para a Câmara Federal, o nosso candidato é Carlos Veras 1314, pelo Partido dos Trabalhadores. Carlos Veras, o qual podemos conhecer melhor durante o seu mandato como Presidente da CUT, apresenta um longo histórico de ações a favor do estado de Pernambuco e do seu povo. Carlos foi uma figura indispensável na construção de todo processo de resistência ao golpe aqui no estado, cumprindo um papel protagonista em muitas das ações de enfrentamento aos interesses contrários aos trabalhadores e às trabalhadoras. A presença de Carlos Veras na Câmara Federal será uma garantia de voz para os interesses populares nos próximos 4 anos.

Eleger deputados e deputadas estaduais também é uma das tarefas centrais de nossa organização para este período. Para tanto, nos adequando às distintas realidades presentes em nosso estado, optamos pelo apoio a 3 candidaturas. A começar pelo sertão, a Consulta Popular tem construído a candidatura da companheira Cristina Costa, 13688, do PT. Cristina está no seu 3º mandato como vereadora do município de Petrolina e este ano disputa as eleições para Assembleia pela primeira vez. Nossa relação com ela tem se pautado por um intenso compromisso com a luta e com o povo. Sempre presente, a vereadora é um exemplo de dedicação e disciplina para com as suas tarefas políticas e para com o nosso campo.

Outra candidatura que está no centro de nossos apoios, é a do companheiro Doriel Barros 13.123, também do PT. Doriel tem uma trajetória que começou nas Pastorais e depois seguiu para a militância na luta dos sindicatos rurais, foi presidente da FETAPE por duas vezes e como tal contribuiu muito para aproximar a Federação do MST, trabalhou pela unidade dos movimentos do campo na luta contra o golpe e contra a retirada de direitos dos trabalhadores.

Também iremos apoiar à companheira Tereza Leitão 13.613 que já foi deputada estadual por quatro mandatos em Pernambuco pelo PT. Teresa tem sua trajetória marcada pela luta em defesa da educação e por sua proximidadecom os movimentos sociais, pedagoga de formação, foi professora, presidenta do Sintepe em 1993 e do PT em Pernambuco em 2014.

Para o Senado a grande tarefa na eleição é a reeleição de Humberto Costa, 130. Diante dos desafios que seguirão no Congresso Federal será de fundamental importância contar com a experiência política de Humberto para o confronto político com a direita e seus representantes lá colocados.

Por fim, reforçamos o enorme desafio que está diante de nós. Derrotar a direita nestas eleições é componente importante para seguirmos com força no enfrentamento do golpe que derrubou a presidenta Dilma e segue retirando direitos historicamente conquistados pela classe trabalhadora em nosso país. Há todo um futuro em disputa e se comprometer com esta disputa é entender que temos responsabilidade também com a situação do povo brasileiro e de toda a classe trabalhadora.

Consulta Popular – PE Direção Estadual