O MCCE apoia proposta pelo “Plebiscito Popular - Por uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político”

 

Com a participação de entidades da rede, MCCE realiza o primeiro encontro do Comitê Nacional este ano. Na pauta, assuntos como participação da rede MCCE na campanha pela Reforma Política Democrática e Eleições Limpas e o V Senaje  - Seminário Nacional do MCCE para juízes, procuradores, promotores e advogados eleitorais confirmado para Brasília nos dias  14, 15 e 16 de maio de 2014.

Abrindo a reunião os diretores Jovita Rosa e Márlon Reis prestaram uma homenagem ao também diretor do Movimento, Carlos Alves Moura.

Jovita agradeceu pela sabedoria, paciência e generosidade de Moura, principalmente “com quem mais precisa: os mais fracos, os excluídos”, afirmou. Ela ainda reforçou a colaboração do diretor com a sua experiência em prol da democracia no Brasil. ara Marlon, “Moura volta a cumprir esta missão heróica, compartilhando mais uma vez, com nossos irmãos africanos a experiência que ele tem na luta pela democratização”.

Reis, que agora representa a AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros), informou também que a entidade tem interesse em apoiar o MCCE e a campanha da Coalizão.  Outro informe foi sobre a Campanha foi a adesão definitiva da Arquidiocese de São Luis. Dom José Belisário da Silva informou que ações sociais em prol da Reforma Política, como a coleta de assinaturas já se iniciaram em todas as dioceses do Maranhão.

Os presentes deliberaram pelo apoio formal do MCCE à proposta pelo “Plebiscito Popular - Por uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político”. Para a direção do MCCE, não existe antagonismo entre a proposta do Plebiscito e as ideias da campanha pela Reforma Política Democrática.


A reunião foi encerrada com o comprometimento da rede MCCE e dos comitês presentes, por empenho na divulgação e coleta de assinaturas para a campanha. Estavam presentes os representantes dos comitês São Paulo (Luciano Santos), de Minas Gerais (Anivaldo Matias de Sousa) e pelas entidades: Aldo Arantes – OAB (Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil), Alexandre Vidigal Oliveira – Ajufe (Associação dos Juízes Federais do Brasil), Carlos Antonio de Magalhães – Confea (Conselho Federal de Engenharia e Agronomia), Diego Ramalho - Instituto Atuação, Ivaneck Prez Alves – Contag (Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura), Ivanildes Fabrette – CFF (Conselho Federal de Farmácia), José Magalhães de Sousa – Cáritas Brasileira, Miguel Ângelo Martins Lara – CFC (Conselho Federal de Contabilidade), Suellen Sá – Comunidade Bahá’í, Vanessa Arruda – Conter (Conselho Nacional de Técnicos em Radiologia), Eliane Carvalho – SE-MCCE (Secretaria Executiva do Comitê Nacional do MCCE) e Sandro Meireles – SE-MCCE (Secretaria Executiva do Comitê Nacional do MCCE).           http://www.mcce.org.br/site/vnoticias.php?acao=vinoticias&id_noticias=965