Servidores públicos estaduais realizam cortejo e enterro do meio ambiente e da agricultura

Na manhã desta quinta-feira, 12, cerca de 500 servidores públicos estaduais do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) e Instituto de Pesos e Medidas (Ipem) realizam um cortejo e o enterro da agricultura e do meio ambiente. O objetivo da atividade foi simbolizar o descaso do Governo Estadual com a negociação do Plano de Cargos e Salários dos servidores dessas áreas.

A concentração do ato ocorreu no Palácio Anchieta, no Centro de Vitória. Servidores vindos de todos os municípios capixabas estavam vestidos de preto, simbolizando o luto devido à desvalorização profissional. As categorias em greve saíram em caminhada pelas ruas da cidade, simbolizando um cortejo. À frente do ato, dois caixões foram carregados pelos servidores, acompanhados por “viúvas” que velavam os mortos da agricultura e meio ambiente.

Em frente à Secretaria de Estado de Gestão e Recursos Humanos (Seger), os manifestantes realizam o velório do meio ambiente e da agricultura. As viúvas acenderam velas e choraram a morte dessas importantes áreas. No Palácio da Fonte Grande, o ato foi finalizado com a realização do enterro. Na ocasião, estive presente o Sindicato dos Trabalhadores na Ufes (Sintufes), também em greve.

Para o servidor do Incaper, Edegar Formentini, o ato foi fantástico, pois foi possível passar a mensagem dos servidores em greve à população. “A agricultura no Espírito Santo precisa ser valorizada, no entanto tem ficado em segundo plano. Fortalecer a agricultura passa por fortalecer os servidores dessa área”, afirmou Edegar.

De acordo com o presidente da Associação dos Servidores do Iema (Assiema) Alessandro Arantes, a união dos servidores dos institutos de meio ambiente e agricultura foi de extrema importância. “Apesar de muitos parlamentares dizerem que a agricultura e o meio ambiente não têm relação alguma, um não vive sem o outro. São órgãos que trabalham conjuntamente a sustentabilidade e por isso os servidores devem realizar lutas conjuntas”, afirmou Alessandro.

O presidente da Associação dos Servidores do Incaper (Assin), Samir Seródio, disse que a manifestação marcou a importância de unificar as lutas dos servidores públicos estaduais. “Para fortalecer o movimento de greve estadual os servidores do Incaper, de Norte a Sul, de Leste a Oeste, compareceram ao ato e contribuíram para pressionar o processo de negociação do Governo Estadual com toda a categoria de servidores públicos”, disse Samir. Ele lembrou a importância de a categoria manter-se organizada e firme na greve, pois tem dado exemplo de garra e determinação.

O ato público foi organizado pelo Sindipúblicos em conjunto com os comandos de greve da Assin e Assiema.