Todo apoio à luta dos educadores e servidores estaduais do Paraná

Os educadores estaduais e outros setores do funcionalismo público do Paraná entraram em greve contra um pacote de ajustes que liquida direitos e conquistas históricas dos servidores públicos do estado. 


O governador do PSDB Beto Richa inicia ainda no fim de 2014 uma série de medidas que atacam a população trabalhadora e mais carente do estado: aumento dos impostos de itens da cesta básica, do IPVA em 40%, da taxação de impostos sobre inativos e cortes no orçamento da Defensoria Pública. 

Para o início de 2015, o governador reeleito propõe medidas que afetam todo o funcionalismo público estadual, em especial, os educadores. 


A situação chega ao limite quando Beto Richa não fez o pagamento da diária dos bombeiros e policiais da Operação Verão, a suspensão do pagamento do adicional de 1/3 de férias de todos os funcionários públicos, a demissão de 29 mil educadores e 10 mil funcionários contratados no regime PSS (sem o pagamento da rescisão), junto à redução do porte das escolas, com 2.400 turmas fechadas e falta de repasse do fundo rotativo para as escolas desde outubro. Agora para completar, o governador Beto Richa sinaliza o fechamento de 4 Universidades Estaduais. 

Na tarde do dia 12 de fevereiro, a tropa de choque do governador, usou de uma brutal repressão sobre os professores e servidores em greve no Paraná. O objetivo era instalar uma sessão legislativa para tentar aprovar de costas para o povo um amplo pacote de retirada de direitos.

A resistência foi feita por milhares de manifestantes que mantiveram a ocupação da Assembleia Legislativa do Paraná.


Por meio das greves e da ocupação, os/as trabalhadores/as e a juventude do Paraná conseguiram a importante vitória, ao suspender a sessão da assembleia que iria votar o pacote de ajustes do governo e forçar o governador a anunciar a retirada dos projetos da Assembleia.


O atual momento requer muita unidade dos movimentos e mobilização permanente para conseguir mais conquistas e ampliar os direitos para os trabalhares, juventudes e estudantes do estado do Paraná.


A Jornada Nacional de Lutas da Juventude, formada por mais de 40 entidades nacionais, declara todo apoio a greve e a ocupação dos professores e servidores estaduais do PR! 



São Paulo, 03 de março de 2015

Jornada Nacional de Lutas da Juventude