Memória,verdade e justiça

No Ceará, cerca de 80 pessoas realizaram a ação de denúncia ao torturador José Armando Costa

No Ceará, cerca de 80 pessoas realizaram a ação em frente ao escritório de advocacia do ex-delegado da Polícia Federal em Fortaleza (CE), José Armando Costa, localizado no bairro da Aldeota.

Fonte: 

Levante da Juventude realiza ações de denuncias á dois torturadores no Pará

Em Curianópolis a atividade começou as 9h da manhã saindo de frente da prefeitura de Curionópolis e percorrendo a cidade no centro comercial, fazendo panfletagem e tomando as ruas do centro comercial. Foram cerca de 30 jovens do LPJ de Parauapebas e Curionópolis. Fizemos paradas para performance que retratava a ditadura e a tortura, panfletagens e gritos de odem além de muita animação.

EM PORTO ALEGRE, ATO CONTRA ACUSADO PELA JUSTIÇA ITALIANA

Em Porto Alegre, cerca de 100 jovens estiveram hoje às 9h da manhã em frente à casa do Coronel Carlos Alberto Ponzi, ex-chefe do Serviço Nacional de Informações de Porto Alegre e um dos 13 brasileiros acusados pela Justiça Italiana pelo desaparecimento do militante político Lorenzo Ismael Viñas em Uruguaina (RS), no ano de 1980, para exigir justiça.


ESCULACHO CONTRA TORTURADOR EM BELO HORIZONTE

O Levante Popular da Juventude denunciou na manhã desta segunda-feira (26) o torturador Ariovaldo da Hora e Silva. Cerca de 70 pessoas participaram do esculacho em frente à residência do torturador Ariovaldo da Hora e Silva, na rua Biagio Polizzi, 240, apto 302, bairro da Graça, Belo Horizonte (MG).

MANIFESTAÇÃO DENUNCIA MÉDICO DA DITADURA MILITAR EM SERGIPE

Nessa segunda-feira, dia 26 de março, às vésperas de completar 48 do golpe militar de 1964, manifestantes do Levante Popular da Juventude panfletaram e fizeram encenação de torturas em frente ao Hospital e Maternidade Santa Isabel para denunciar o Dr. José Carlos Pinheiro, diretor administrativo da casa, por ter participado ativamente no auxílio aos torturadores da ditadura no 28° Batalhão de Caçadores (Centro onde eram realizadas as torturas em Sergipe).

Nota de Repúdio ao Manifesto dos Torturadores

 CALEMOS JÁ A VOZ DA SEDIÇÃO!