Moradia

|Expressão Sergipana| É legítima e justa a luta por moradia popular!

É fora do quadrado organizado por Pirro que a bela capital Aracaju se reproduz e repete sua história de fundação, separando bem os pobres descendentes de escravos dos ricos brancos, que ainda são herdeiros dessas terras de especulação.

Fonte: 

Todas as segundas um editorial sobre as questões da conjuntura política e econômica que afetam a vida do povo brasileiro e sergipano. Cadatre-se e e receba no seu e-mail. É só preencher seu endereço eletrônico e assinar: http://eepurl.com/blGs1X

|Expressão Sergipana| Reintegrações de Posse nas Terras do Cacique Serigy

O Cacique Serigy foi um grande líder indígena que combateu a invasão dos colonizadores portugueses às terras sergipanas. Comandou diversas vitórias do seu povo, mesmo lutando contra um aparato bélico bastante superior. Com a sua derrota, as terras foram tomadas, os lares destruídos e os índios escravizados. A conquista do território sergipano significou o triunfo dos grandes latifundiários.

Fonte: 

Todas as segundas um editorial sobre as questões da conjuntura política e econômica que afetam a vida do povo brasileiro e sergipano. Cadatre-se e e receba no seu e-mail. É só preencher seu endereço eletrônico e assinar: http://eepurl.com/blGs1X

A Produção do Espaço Urbano e a Luta pela Constituinte

 

por Marcones Oliveira*

Nossas cidades ultrapassaram o limite do caos. Engarrafamentos, especulação imobiliária, falta de moradia, problemas de saneamento, ausência de áreas de lazer, transportes públicos caros e ineficientes.

E São Paulo fez, novamente, o que faz de melhor: expulsar pobre

Foram bizarras as cenas de violência policial contra os sem-teto na desocupação de um prédio, na região central de São Paulo, nesta terça (16).

Daí, dou uma fuçada na rede e vejo que há muita gente defendendo o que houve. Dizendo que a pancadaria foi justa (pancadaria, sim, porque não existe confronto possível entre bombas e balas e paus, pedras e móveis usados). Ou que os sem-teto estavam “pedindo'' para apanhar ao ocuparem um edifício.

Fonte: 

Leonardo Sakamoto é jornalista e doutor em Ciência Política. Cobriu conflitos armados e o desrespeito aos direitos humanos em Timor Leste, Angola e no Paquistão. Professor de Jornalismo na PUC-SP, é coordenador da ONG Repórter Brasil e conselheiro do Fundo das Nações Unidas para Formas Contemporâneas de Escravidão.

Para as Cidades Democratizar: Constituinte Já!

 

 

 

Quando damos uma volta por qualquer cidade brasileira, é perceptível a heterogeneidade nos modos de vida, nas formas de morar e dos usos do solo urbano. Os contrastes muitas vezes são tão grandes que parece que existem várias cidades dentro de uma mesma cidade. De certa forma, isso é verdade.

Ato pela Constituinte em Sergipe

 

 

Ciclo de Debates do jornal Brasil de Fato sobre Reforma Urbana com Ermínia Maricato.

Data: 
Qua, 07/05/2014 - 19:00 - 22:00

Localização

Sindibel
Avenida Afonso Pena 726, 6º andar, Centro
Belo horizonte, MG

Câmara segue sem quórum para votação do Plano Diretor

Nesta terça-feira (29/4), mais de três mil pessoas estão na Câmara Municipal de São Paulo para exigir a aprovação com urgência do novo Plano Diretor da cidade. Apesar disso, até o momento não há quórum para votação no plenário. Os movimentos de moradia, populares e entidades comunitárias afirmam que não sairão do local e cobram a presença dos vereadores. O ato acontece desde as 13h de hoje e tem por objetivo garantir que o plano amplie as áreas para habitação popular em toda a cidade, com a demarcação de ZEIS, priorizando as famílias de baixa renda.

A oportunidade e necessidade de aumentar o auxílio-moradia em Sergipe

Para amenizar a situação das famílias despejadas ou em removidas de áreas em situação de risco, especialmente trabalhadores informais que viviam em ocupações urbanas irregulares, o Estado lhes oferta auxílio-moradia no valor de até trezentos reais, com base na Lei 7.150/2011.

APARTHEID SOCIAL NA BARRA DOS COQUEIROS: O ESBULHO DO DIREITO À MORADIA

Herick Argôlo e Thiago Santana

 Advogados do Movimento Organizado dos Trabalhadores Urbanos – MOTU