São Paulo

Debate: Os Efeitos do Golpe

Ato em Defesa do SUS

Entrevista com Marcio Pochmann

 

“Brasil não deveria abster-se de tomar decisões ousadas”, afirma economista

Marcio Pochmann, professor da Unicamp, critica medidas de austeridade como saída para a crise.

Professor do Instituto de Economia da Universidade de Campinas (Unicamp), Marcio Pochmann, intelectual próximo aos governos petistas, defende que as saídas de curto prazo, baseadas na austeridade, não tendem a surtir efeitos benéficos ao país.

Fonte: 

Brasil de Fato

Será lançado no próximo dia 13 de maio um espaço de elaboração de um diagnóstico político, econômico e social, bem como de articulação de mobilizações unitárias

Por Adi dos Santos Lima e Raimundo Bonfim*

Consolidado como a maior economia do Brasil, o estado de São Paulo vem sentindo, ao longo de mais de 20 anos, o gosto amargo de perdas geradas pelos sucessivos governos tucanos que, ao virar as costas às políticas públicas federais, deixaram de aproveitar o crescimento econômico nacional. Isso traz como resultado a não ampliação da capacidade produtiva do estado em todos os setores, desde a agricultura até a indústria.

Fonte: 

*Adi dos Santos Lima é presidente estadual da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e Raimundo Bonfim é coordenador estadual da Central dos Movimentos Populares (CMP).

Fonte: Brasil de Fato

Foto: Mídia Ninja

Como fica a representação sindical com o PL 4.330 da terceirização?

Thiago Barison.

 Matéria no jornal “O Estado de São Paulo” de 9/4/2015 (Caderno “E&N”, B1) noticia uma suposta “solução” do problema da representação sindical dos terceirizados com a versão aprovada do PL 4.330: os terceirizados de atividade-fim serão representados pelo sindicato da contratante.

Entretanto, o problema posto pela relação que há entre a terceirização e a estrutura sindical brasileira permanece.

 

Ato em defesa da Petrobras e da educação

Data: 
Qua, 08/04/2015 - 19:00 - 22:00

Localização

Câmara Municipal de São Paulo
Avenida Maria Paula
São Paulo

Movimentações de Classe e Hegemonia no Brasil hoje

. *Thiago Henrique Silva

O palco está sendo montado. Nos bastidores o clima é de tensão. De um lado pro outro, os atores passam acelerados, fazem uma outra aparição pública antes de se retraírem. Os políticos em Brasília, acostumados às câmeras em sua frente, nestes dias tem procurado ficar na frente de uma tela por uma dupla razão: seja pelos desdobramentos dos escândalos na Petrobras ou seja porque aguardam ansiosamente a luta política que será travada nas ruas nos próximos dias. Posições estratégicas da luta política nacional serão disputadas nas ruas e avenidas do País, notadamente na cidade de São Paulo.

A campanha continua: reforma política, só com Constituinte!

11018842_974615349228964_16337881996447988_n

 

Por Maria Júlia Montero*

No ano passado, na semana da pátria, diversas organizações populares, entre elas a Marcha Mundial das Mulheres, organizaram o Plebiscito Popular por uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político. Com uma unidade ampla, tão grande como a realizada no Plebiscito Contra a Alca em 2000, perguntamos à população: você é a favor de uma constituinte exclusiva e soberana do sistema político? Com quase 8 milhões de votos, com a maioria afirmando o sim à uma constituinte do sistema político.

Fonte: 

Plenária Estadual da Campanha da Cosntituinte em São Paulo, APOESP  

CONVITE - Ato Político Cultural - CHAVÉZ VIVE! Os povos com Venezuela!

Data: 
Sex, 06/03/2015 - 19:00 - 22:20

Localização

memorial da América Latina São Paulo São Paulo

Ato em apoio ao Decreto Legislativo -Plebiscito Constituinte

Data: 
Dom, 04/01/2015 - 14:00 - 18:00

Localização

Auditório Nereu Ramos
Participe!
A luta continua

Ato no dia 4 de fevereiro, em apoio ao Decreto Legislativo, às 14h, no Auditório Nereu Ramos, no Congresso Nacional, em Brasília (DF).