artigo

Com ou Sem Cunha continuaremos nas Ruas

* Por Clarissa Nunes

O Supremo Tribunal Federal afastou Eduardo Cunha do mandato de deputado federal e, consequentemente, da presidência da Câmara dos Deputados. Em sua fundamentação, o Ministro Relator afirma que Cunha “não possui condições pessoais mínimas para exercer, neste momento, na sua plenitude, as responsabilidades do cargo de Presidente da Câmara dos Deputados, pois ele não se qualifica para o encargo de substituição da Presidência da República”.

Fonte: 

Clarissa Nunes, militante da Consulta Popular e da MMM em Pernambuco

Por um projeto Colorido e Popular para o Brasil. Pelos Direitos LGBT, digamos SIM!

Por Danillo Bittencourt*

Várias entidades nacionais do movimento de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT), lançaram carta na última sexta-feira (15), rechaçando o golpe em curso no país, provocado pela direita e que possui seus tentáculos na grande mídia e nos setores do judiciário. Apesar de ser publicada antes do Golpe, protagonizado por deputados federais, no último domingo (17), a carta, assinada por 10 entidades LGBT, ressalta a vivência de um período de consideráveis avanços

Fonte: 

por Danillo Bittencourt: Militante da Consulta Popular – Vitória da Conquista-BA, atualmente está como Coordenador de Políticas LGBT da Prefeitura de Vitória da Conquista-BA e Secretário Executivo do Fórum Nacional de Gestoras e Gestores LGBT.

A tentativa de restauração neoliberal

por Pedro Carrano*

É preciso fazer um resgate das consequências das medidas neoliberais entre a população na América Latina.

O pano de fundo da luta política hoje no Brasil é a tentativa de restauração do programa neoliberal.

Esta é a mensagem das propostas de Michel Temer (PMDB), expressas no documento “Uma ponte para o futuro”

Fonte: 

Pedro Carrano é militante da Consulta Popular

Um golpe contra o Povo Brasileiro

por Bruno Abreu Gomes - Pedralva*

A possibilidade de Michel Temer assumir o Governo Federal põe em risco os direitos sociais do  povo brasileiro. O discurso de corrupção hipócrita e seletivo feito pela Globo e pela direita, que justificaria o Impedimento da Presidenta Dilma, esconde o real interesse em jogo: um Projeto de Brasil para poucos.
 
O PMDB se anuncia como o partido capaz de reunificar o país.

Fonte: 

Bruno Abreu Gomes - Pedralva, é diretor do Sindibel, da Rede Nacional dos Médicos e Médicos Populares e da Consulta Popular
Contribuições de Hozana Passos

Aviso geral – O que o Brasil inteiro precisa saber

por Igor Fuser*

É preciso avisar tod@s @s brasileir@s, informar de um modo tão claro e objetivo que até as carrancas do Rio São Francisco tenham conhecimento de que:

1.O pedido de impeachment da presidenta Dilma Rousseff não tem NADA A VER com a Operação Lava Jato, nem com qualquer outra iniciativa de combate à corrupção. Dilma não é acusada de roubar um único centavo.

Fonte: 

(*) Igor Fuser é professor de relações internacionais na Universidade Federal do ABC (UFABC) e militante da Consulta Popular. O texto incorpora trechos de artigos de Jeferson Miola e de Fabio Garrido

A Globo e a narrativa dissimulada em terceira pessoa


Sou professor de língua portuguesa do Ensino Fundamental. Leciono elementos da narrativa para meus educandos da rede pública. Assistindo à cobertura narrativa da Rede Globo dos protestos de hoje, dia 13 de março, notei que:

- Todas as imagens ao vivo pelo Brasil são narradas por jornalistas, que dizem exatamente o mesmo texto: os protestos são pacíficos, o manifestantes vestem verde e amarelo, eles protestam pedindo o impeachment de Dilma Rousseff, defendem o juiz Sergio Moro e as investigações da Lava Jato. Em todas as cidades, a narrativa é justamente essa, igual;

8 de março: conjuntura e desafios do feminismo popular

Aproxima-se nosso primeiro calendário de lutas do ano: o Dia Internacional de Luta das Mulheres - 8 de Março. Esse é o momento onde devemos aproveitar os acúmulos das intensas mobilizações feministas do ano passado e levar para as ruas nossas pautas.